Hoje, 22 de maio, celebra-se a vida santa da esposa, mãe, viúva e depois religiosa: a santa das causas impossíveis. Hoje cedo fui à procissão e senti uma emoção que há muito tempo não sentia. Não sigo nenhuma religião, apesar de ser batizada no Catolicismo, mas tenho muita fé em Deus. Resumi um breve relato de sua vida:


Nascida em 1381 de uma pobre família que muito bem comunicou-lhe a riqueza que é viver o Evangelho. Desde pequena manifestava sua grande devoção a Nossa Senhora, confiança na intercessão de São João Batista e de Santo Agostinho.


No coração de Santa Rita crescia o desejo da vida religiosa, porém foi casada pelos pais com Paulo Ferdinando, que de início aparentava de boa índole, porém começou a se mostrar grosseiro, violento e fanfarrão.

Santa Rita de Cássia grande intercessora sofreu muito com o esposo, até que este foi assassinado e acabou gerando nos dois filhos gêmeos grande revolta e vontade de vingança.

Ela se entregava constantemente a oração, e ao testemunho de caridade, tanto que perdoou o esposo e assassinos, mas infelizmente perdeu cedo os filhos.

Como viúva, conseguiu a graça de entrar na vida religiosa. Chagada, e em meio a novas situações humanamente impossíveis, conseguiu superar com a graça de Deus todos os desafios pela santidade.



Faleceu aos com 78 anos de idade e 40 de vida religiosa, em Cássia, no velho Convento das Agostinianas, no dia 22 de maio de 1457, recreada com visões celestiais e depois de ter recebido com muita piedade os últimos sacramentos.



Sua morte  foi acompanhada de muitos milagres. A cela onde ela faleceu, apareceu uma luz de grande esplendor e um perfume especial se fez sentir em todo o mosteiro, e a ferida do espinho, antes de aspecto repugnante tornou-se brilhante, limpo, cor de rubi. 






Um dia repleto de coisas boas.

Beijokas,




"Essencial é para a fé não ver e crer no que não se vê." (Louis Bourdaloue)










Compartilhe:

23 Comentários

  1. Oi Sheyla!
    Querida eu vim agradecer pela força que me deu lá no blog. Obrigada de coração.
    Eu também não sigo nenhuma religião, assim como você, mas sou movida pela fé.
    Linda a História de Santa Rita, eu não conhecia.
    Um abraço enorme pra você!

    ResponderEliminar
  2. Oi Sheyla,

    que bom que você postou Santa Rita de Cássia, meu sogrinho vai fazer uma operação de risco amanhã e estou muito preocupada e fiz uma oração para ele agora e amanhã pela manhã farei novamente. Ele já tem 87 anos mas é muito forte, só que a esposa dele é totalmente dependente dele e se ele se for ela não aguentaria e o meu namorado também não.
    A fé que tenho vai fazer com que Deus e Santa Rita ilumine os caminhos dessa família.

    Beijim e obrigada.

    ResponderEliminar
  3. Sheyla,
    Que Santa Rita de Cássia te proteja e te encha de paz. Ela é poderosa mesmo. Recebe mesmo que virtualmente uma rosa.
    Beijos
    Adriana

    ResponderEliminar
  4. Ir de encontro com Deus não necessariamente temos que seguir alguma religião... Sempre é muito bom!!! Bjokas

    ResponderEliminar
  5. Minha mãe é devota de Santa Rita! Cresci ouvindo sobre ela e claro, rezando, pedindo e agradecendo!

    Importante na vida é ter fé! Fé em Deus e pé na tábua!!!

    Beijos querida! Paulinha

    ResponderEliminar
  6. Que lindo post, Sheyla não conhecia a vida de Santa Rita de Cássia, fui criada no protestantismo e não tínhamos Santas nem Santos, mas achei comovente a história dela e me lembrei da minha sogra que era devota dela, respeitava muito essa devoção e a fé, obrigada por compartilhar, bjos, querida.

    ResponderEliminar
  7. Sempre ouvi falar sobre essa santa mais não conhecia a história dela.
    Bem legal aprender mais sobre ela.
    bjoos. *-*

    ResponderEliminar
  8. Oi Sheylinha,

    Que Santa Rita de Cássia continue sempre a te iluminar e proteger, beijocas

    http://tomatecomacucar.blogspot.com.br
    @tomatecomacucar

    ResponderEliminar
  9. Oi Sheyla,
    Que Santa Rita proteja todos nós!
    Amém!
    Beijos
    Chris
    http://inventandocomamamae.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  10. OI MINHA LINDA, MINHA QUERIDA, SAUDADES DE PASSAR POR AQUI, ULTIMAMENTE ESTAVA TUDO TAO CORRIDO, TRABALHO, CURSO E ANIVERSARIO DA MINHA GARINHA, ELA JA FEZ 8 ANOS, E EU FIZ QUASE TUDO , NÃO TINHA TEMPO PRA QUASE NADA. MAS AGORA ESTOU VOLTANDO. PODE PASSAR SEMPRE, E DETALHE, ESTE SEU POSTE FOI MUITO BONITO, BJS!!!

    ResponderEliminar
  11. Oi, Sheyla!

    Eu gosto de Santa Rita, apesar de ser devota de N.S.Aparecida desde sempre.
    As missas aqui, nesse dia, ficam lotadas, e rosas por toda a parte.
    Lindo!

    Beijos

    ResponderEliminar
  12. Boa noite Sheyla, minha mais nova amiga virtual.
    Fiquei feliz em conhecer teu blog, justamente no dia de Santa Rita de Cássia, uma santa que meu falecido tio Sady amava e morava num sítio bem próximo da cidade de Nova Santa Rita, aqui no Rio Grande do Sul. Já estou te seguindo e voltarei sempre que puder. FIQUE COM DEUS.

    ResponderEliminar
  13. Não conhecia a vida da história de Santa Rita de Cássia..que ela te proteja em todos seus dias..bjos amiga...espero sua visita la no blog.
    http://juliana-artesanatosjuju.blogspot.com

    ResponderEliminar
  14. Olá Sheyla, eu não conhecia a história de Sta Rita, que bonita sua biografia apesar do sofrimento na vida conjugal,e da perda dos filhos, obrigado por nos trazer! Bjooooss

    ResponderEliminar
  15. Sheila, tudo bem? Eu não conhecia a história de Santa Rita! Mais uma linda história de vida, não acredito nos santos, mas admiro as histórias que são contadas e acima de tudo respeito. Acredito mesmo em Deus!!!
    Abraço apertado.
    Beijinhos cheio de carinho.
    Lorena Viana

    ResponderEliminar
  16. Olá, bom dia!!
    Menina estou boba.Entrei em todos aqueles blogs que me mandaste os endereços e não recebi resposta nenhuma. Pena! A turminha da nossa terra não é nada atenciosa, beijos boa semana de coração

    ResponderEliminar
  17. O nome da minha mãe é em homenagem a ela, pois minha avó tinha dificuldades pra engravidar e minha tia avó fez a promessa de colocar o nome da santa caso minha avó tivesse uma filha e fosse menina. bom mas em fim vim aqui pra pedir sua ajuda estamos com um blog novo na area e é dedicado para foto e moda segue lá http://blogstyledrops.blogspot.com.br/
    se puder conto com a sua ajuda, meu amigo te segue de volto pq eu já sigo néh rsrsrs

    ResponderEliminar
  18. Que linda essa história de Santa Rita, eu não conhecia...mais acho a imagem de Santa Rita linda demais.
    Bom, eu continuo com visitas até sábado e por isso estou sumida, logo voltarei.
    Tem post novo no bloguito http://presentart.blogspot.com.br/2012/05/sorvete-com-blogueiras-recife.html passa lá.

    bjus

    Vânia Pinho

    ResponderEliminar
  19. Salve Santa Rita!
    Bem linda a historia dela. Adorei ler.
    Beijos de bençãos pra vc She
    Canela

    ResponderEliminar
  20. Eu tinha a imagem de Santa Rita no bercinho das meninas, quando elas eram bebezinhas.

    ResponderEliminar
  21. Linda a história de Santa Rita!
    Emocionante...
    Que proteja todos nós!
    beijoss

    ResponderEliminar
  22. Minha vó era devota de Samta Rita,o nome de minha vó foi dado em homenagem a Santa Rita,cujo nome era Rita de Cassia,em sua casa ela tinha uma capelinha com a imagem da Santa e todas sextas feiras ela colocava uma rosa,e quando tinha problema ela acendia uma vela e fazia pedido.bjs

    ResponderEliminar
  23. Muito bonita a História de Santa Rita.
    Bjs fica com Deus.

    ResponderEliminar

Olá!
Fico feliz com sua visita e não saia sem deixar seu comentário.
Bjokas,
Hola,
Estoy muy feliz por la visita, no salga sin dejar algun comentário.
Gracias
Besos

Sheyla.

Formulario de contacto

Nombre

Correo electrónico *

Mensaje *