Olá, pessoal
Vivemos num mundo onde se mede tudo que damos e o que se recebe em troca. Passa-se muito tempo avaliando o que o outro nos devolve em troca de nossa dedicação, transformando a reciprocidade em uma moeda de troca. Isso faz a muita gente sofrer, pois afinal recebemos muito menos que damos. 

Esta semana estava refletindo sobre isto... Uma pessoa me pediu ajuda e fui ajudá-la e depois ao perceber que ela nunca faria isso por mim, comecei a pensar, que tudo que fazemos, querendo ou não, esperamos o mesmo em troca ... Então, refleti...
A reciprocidade é um sofrimento, se você perceber que espera  dos outros (no mínimo) a mesma dedicação que ofereceu. Gera frustração e uma "sensação" de que fomos usados, porque poucas vezes somos correspondidos como gostaríamos.
O que deve nos motivar a dar algo aos outros é a preocupação com a pessoa, pelo seu bem-estar, que não lhe falte nada, etc. Muitas vezes, mesmo sem perceber, muito do que fazemos para agradar o outro, é gerado pela necessidade de receber, de forma inconsciente, acreditando que se cuidarmos do outro, ele cuidará de nós.  
A satisfação de ajudar os outros deve ser a única motivação que nos move. A reciprocidade pode até acontecer, mas deixará de ser uma tortura quando acontecer, ou não, de uma forma diferente daquela que esperávamos.
E minha amiga (o) aprenda (desde já) a não esperar nada de ninguém, pois ai, a gratidão e a satisfação farão parte da nossa vida, ao se compreender que essa tal de reciprocidade é um ato de liberdade e cada pessoa decide o que dar, quando e como
 “Ingrato é quem nega o benefício recebido; ingrato é quem o esconde, mais ingrato é quem não o devolve, e muito mais ingrato ainda quem o esquece”.    Sêneca
Ninguém deve nada a ninguém, somos livres e sem obrigação de retribuir. Pare já de medir os que outros te dá, afinal, isso é uma decisão deles. Ao respeitar as decisões dos outros, descobre-se outra forma de entender as relações e muitas vezes acabamos em receber muito daquela pessoa que nunca se esperava e que esta pessoa nunca recebeu muita coisa de nós.  
Eita, essa tal reciprocidade, tão humana, tão cruel e tão verdadeira! Quanto mais se busca menos se tem e quando se dá sem interesse, vem de mão beijada. Que te parece?? 
Feliz semana, mil beijos!

Compartilhe:

6 Comentários

  1. OI Sheyla,
    É a tal da história de fazer o bem sem olhar a quem, mas já andei falando sobre isto no blog e o pior não é a falta de reciprocidade, é a ingratidão, é fazer sem esperar nada, mas não esperar também receber pedradas de quem recebeu o benefício. Já levei muitas pedradas, o que não me impede de fazer o bem, mas me dixou desconfiada.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. É uma situação complicada. Porque ninguém nos retribui na mesma medida que o fazemos. Acabamos por nos cobrar e nos punir por isso. A saída é fazer as coisas sem pedir nada em troca.
    Bom restante de semana!

    Até mais, Emerson Garcia

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    ResponderExcluir
  3. Estava precisando ler suas palavras, creio que mim ajudou bastante!

    Beijos💋💋!!

    Meu Blog: Resultado Vida Cap

    ResponderExcluir
  4. Concordo plenamente. Eu mesma pensava assim, hoje minhas atitudes são pautadas no meu bem estar e só ajudo quando posso, não mais querendo receber algo em troca. Belo Post! Bjs Monalise www.dividindoexperiencias.com

    ResponderExcluir
  5. mt bom seu post, reciprocidade é mesmo essencial em qq tipo de relacionamento,pois são feitos a base de troca

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir

Olá!
Fico feliz com sua visita e não saia sem deixar seu comentário.
Bjokas,Sheyla.

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *