Para se Viver melhor


Olá, pessoas de bem
Chegando o final de ano, começa-se a pensar mais na vida, no que passou e no que está por vir. Esses momentos finais de ciclo, sempre causa aflição para muitos e esperança para outros, dependendo do que cada um passa na vida. 
Quem procura uma vida mais zen, concentrada nas coisas e nas pessoas que realmente importam, procura uma vida mais calma, mais simples. E não precisamos de muito – nomeadamente bens materiais – para vivermos bem e para sermos verdadeiramente felizes… precisamos apenas da mentalidade certa.
Precisa de muito pouco para ser muito feliz
Comida simples e boa, um telhado sobre as nossas cabeças, algumas mudas de roupa, um bom livro, um caderno precioso, trabalho importante e pessoas que amamos e que nos amam.
Queira pouco e não será pobre
Pode ter muito dinheiro e muitos bens materiais, mas se está sempre ansioso por mais, será mais pobre do que aquela pessoa que tem pouco e não quer nada.
Concentre-se no presente
Deixe de preocupar-se com o futuro e de viver no passado.  Quantas vezes não está preso aos seus próprios pensamentos em vez de estar a saborear e a viver o presente, a aproveitar cada momento da sua vida? Viva o aqui e o agora e terá uma vida preenchida.

Seja feliz com aquilo que tem e com o lugar em que se encontra. 
Aquilo que temos e o momento da vida em que nos encontramos já é fantástico! As pessoas com quem estamos (incluindo nós próprios) já são perfeitas. Aquilo que temos, chega. Aquilo que estamos a fazer, é maravilhoso.
                                    Sinta-se grato pelos pequenos prazeres da vida. 
Uma mão cheia de framboesas, alguns quadrados de um chocolate delicioso, uma bela chávena de chá , um bom livro que trouxe da biblioteca, uma caminhada com uma pessoa amada, a satisfação de uma enérgica sessão de exercício físico, as palhaçadas que os filhos dizem, o sorriso de um estranho, andar descalço sobre a relva, um momento de silêncio enquanto se contempla o amanhecer e o mundo ainda descansa. Estes pequenos prazeres são sinônimos de viver bem, sem precisar de muito.
Deixe-se motivar pela alegria e não pelo medo. 
Faça as coisas porque estas lhe trazem a si, ou a quem o rodeia, alegria. Deixe que o seu trabalho seja conduzido pela alegria de fazer algo criativo, valioso, com significado e não pela vontade de manter um certo estilo de vida ou pelo medo de ver esse estilo de vida alterado.
Pratique a compaixão. 
Compaixão pelos outros cria relações de amor, relações valiosas e cheias de recompensas. Compaixão por si significa que se perdoa por erros cometidos no passado, que cuida bem de si (alimenta-se de forma saudável e pratique exercício físico) e que se ama tal e qual é.
Esqueça a produtividade e os números
Cada dia é uma bênção e não deve ser sufocado com afazeres, com tudo e mais alguma coisa – procure sempre tempo para desfrutar do seu dia, para desfrutar daquilo que preenche verdadeiramente a sua vida.

“Comece a viver imediatamente, e conte cada dia como se fosse uma vida.”   Seneca



6 comentários:

  1. Amei flor, a parte que mais gosto é " não é preciso muito pra ser feliz ♥"
    beijos linda
    http://www.tatycamposblog.com/

    ResponderExcluir
  2. Dicas essenciais para encarar positivamente o que nos rodeia :)

    ResponderExcluir

Olá!
Fico feliz com sua visita e não saia sem deixar seu comentário.
Bjokas,Sheyla.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...