NAMORAR É PRECISO

Ser mãe de adolescente já é difícil e querer entender essa fase importante de descobrimentos e transformações, físicas, ideológicas, afetivas, se torna algo bem complicado e uma batalha diária!

Tenho uma filha de 14 anos e sempre me vem a cabeça, a  pergunta que nunca quer calar: Quando é a hora certa de namorar?? Não sou dessas que fico comparando com minha época de adolescente, por que sei que os tempos, os pensamentos e as atitudes são outras e completamente diferentes.

Essa fase de querer namorar e sentir atração pelo sexo oposto, é bastante preocupante!! Acho até bastante natural que ela comece a despertar para isso, afinal é a fase de auto-afirmação e de desenvolvimento dela como ser humano.

Como toda mãe, (lá vem os dramas) penso nestas questões: sexo,gravidez precoce, uso de contraceptivos, as desilusões amorosas, as doenças sexualmente transmissíveis. Aff... Ser mãe, não é fácil não!!! Não sei se realmente existe a hora certa ou não, ou se ela deveria apenas pensar nos estudos (é o sonho de toda mãe). Sei o quanto é difícil lutar contra o ambiente escolar ou o grupinho de amigos.

Proibir, acho pior. Isso nunca deu certo. E agora, tem esse tal de “ficar” que não é namoro nem também é amizade (como assim?!?). É apenas uma troca de carinho por certo período, sem o compromisso do namoro... A “ficada” é o momento, o agora, sem se preocupar com o amanhã. Acho até legal essas “ficadas”, afinal se conhece a pessoa para depois de algum tempo, constatar se vale ter (ou não) um compromisso mais sério. Mas, stop! Não acho legal ela ir numa balada e ficar com 20 ou 25 na mesma noite, por mais que eu ache natural!! Peraí!!!
E se nessas “ficadas”, rolar o bom e o velho sexo?!? Que medo me dá que ela inicie a vida sexual muito cedo, sem a maturidade suficiente diante das consequências desse passo? Penso que, na verdade o que ela quer é apenas trocar carinho e sentir-se parte do seu grupo (eu acho!)

Pior é que hoje em dia há enxurradas de atrativos para se iniciar na vida sexual, veja bem: a sedução (latente) que existe nos filmes, nas novelas, nas danças, nas propagandas... Tudo isso acelerando os sentidos naturais (eu sei!), mas que talvez não seja a hora certa de colocá-los para fora!!

Bem, fico aflita com todas essas questões... Mas, só me resta torcer que as orientações façam com que ela possa escolher o melhor caminho, e que saiba respeitar seus limites e principalmente, os dos outros.

1 comentários:

Olá!
Fico feliz com sua visita e não saia sem deixar seu comentário.
Bjokas,Sheyla.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...